• setembro 2013
    S T Q Q S S D
    « ago   out »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30  
  • Categoria

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Twitter Blog Aécio Neves

O “flerte” entre Aécio Neves e Ana Amélia Lemos

Em notícia veiculada no jornal “O Globo”, a postura pública e a posição política da senadora Ana Amélia Lemos, do Partido Progressista são qualidades buscadas pelos candidatos em uma possível parceria para 2014.

Diz a matéria do jornal carioca que tanto o senador Aécio Neves, como o governador Eduardo Campos, procuraram a senadora gaúcha “em busca de palanque no Rio Grande do Sul.”

Ana Amélia é um sopro renovador no Senado Federal e no Partido Progressista, começando pelo fato de pertencer a um partido (o PP) situado bem à direita do espectro político brasileiro.

No Senado, alguns adversários apelidam-na de “Miss Farsul” (Federação da Agricultura do Rio Grande do Sul), por defender uma das bandeiras mais destacadas da economia de seu Estado de origem. No seu partido, é presidente da Fundação Milton Campos, fundamental para alavancar projetos que estimulem a ação e a reflexão renovadoras sobre o PP. No Estado que a mandou a Brasília com 3,5 milhões votos, ela desponta como uma das mais viáveis candidatas ao Palácio Piratini, sede do governo estadual gaúcho.

Ela admite as conversas, mas se nega a avançar sobre seu futuro político:

“Tenho conversado com o Eduardo Campos e o Aécio Neves, possível candidato do PSDB pela presidência da em 2014. Os dois têm no DNA um patrimônio histórico que tem que ser levado em conta, são gestores modernos de um capitalismo ajustado à nossa realidade.”

Ana Amélia é também jornalista e tem longa familiaridade com a militância política.

O que parece surpresa e deve chamar a atenção em seu perfil é o fato de ela pertencer a um partido alinhado com a direita mais tradicionalista, sendo identificada como uma das figuras capazes de trazer novos ares à atmosfera conservadora que tem marcado a trajetória do Partido Progressista.

Mas, diz a senadora, “não gosto de rótulos: conservadora, vanguardista, liberal. Para mim têm pouco significado. Acredito em causas, em ter agilidade e resultados.”

De fato, Ana Amélia Lemos não está só no PP. Ao seu lado estão outras lideranças do partido, entre as quais é evidente esta verdade: é passado o tempo em que os políticos eram classificados por sua posição “geométrica” no plano político: direita, centro, esquerda, centro-esquerda, centro-direita. Mais que no jogo de futebol, tal nomenclatura – e, sobretudo, o sentido dela – perdeu validade.

O que vale hoje, como disse a senadora, são as causas, os resultados, a presteza em persegui-los e a insistência em tê-los sob foco. É isso, não há dúvida, o que interessa ao eleitor. Como disse um deles, recentemente em São Luís: “Não interessa se o poste na rua vem da direita ou da esquerda. Interessa que ele traga luz elétrica para a rua.”

É interessante ressaltarmos a posição da senadora Ana Amélia Lemos, porque sua postura confirma o fato de que o Partido Progressista vem tratando de renovar-se, de dentro de si próprio, para responder aos novos desafios impostos pelas exigências inadiáveis da realidade brasileira.

O Partido Progressista do Maranhão também se movimenta neste rumo, afirmando, com vigor, que, também aqui, precisamos arejar o ambiente para os novos ares que devem penetrar e varrer o Estado, no sentido da mudança inadiável.

A mudança está a caminho. É só procurar o caminho e acompanhá-la.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: