• fevereiro 2017
    S T Q Q S S D
    « set    
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728  
  • Categoria

  • Mais Acessados

    • Nenhum
  • Arquivo

  • Twitter Blog Aécio Neves

Pesquisa indica que cultura é o principal atrativo turístico em Minas

Turismo mineiro,  Minas Criativa

Fonte: Opinião – Agostinho Patrus Filho – Secretário de Turismo do Estado de Minas Gerais – Estado de Minas

O turismo criativo em Minas

Minas Gerais tem rica tradição cultural e talento intelectual abundante, apresentando assim os alicerces necessários para o desenvolvimento do turismo criativo. Pesquisa de demanda realizada em 44 destinos turísticos mineiros, em 2010, aponta o turismo cultural como o principal interesse dos turistas de lazer que recebemos. Sensível a essas características e à tendência do turismo mundial, o governo de Minas lançou, no portfólio dos projetos estratégicos da atual gestão, o Minas Criativa.

De natureza multidisciplinar e intersetorial, o projeto visa a integrar os setores criativos emergentes, buscando a formação de um sistema capaz de conferir maior valor econômico aos bens e serviços produzidos no estado. Para tanto, o Minas Criativa propõe uma gestão pautada pela cooperação entre governos, mercados, empreendedores, organizações públicas e privadas, instituições acadêmicas e participação popular.

Para se ter ideia, o turismo criativo existe como forma de turismo cultural desde a origem da atividade do setor. Suas raízes européias remontam ao tempo das grandes viagens (grand tours), quando filhos da aristocracia europeia viajavam ao exterior para vivenciar experiências interativas.

Mais recentemente, o turismo criativo recebeu nomenclatura própria e foi definido pela Unesco como direcionado para uma experiência de envolvimento e autenticidade, com aprendizado participativo em artes, patrimônio ou qualquer característica do lugar, propiciando uma conexão com aqueles que ali vivem e criam a cultura local. Vários países já oferecem exemplos desse tipo de desenvolvimento turístico.

O turista, na atualidade, procura por experiências de aprendizagem e envolvimento na vida cotidiana dos lugares que o recebem. Atividades como degustar a bebida local, participar de aulas de gastronomia especializada na culinária do lugar ou confeccionar seu próprio suvenir estão na ordem do dia da agenda turística. O mercado, por sua vez, vem oferecendo novos produtos no intuito de atender ao caráter experimental e multisensorial do turismo criativo.

Além disso, os turistas contemporâneos buscam ainda por originalidade. Eles não querem recriar suas experiências nos destinos que visitam, mas aproveitar o que o destino tem a oferecer. O local garante, portanto, autenticidade à experiência vivida. Por não depender exclusivamente dos atrativos tradicionais, esse tipo de atividade democratiza os negócios turísticos ao possibilitar o uso da criatividade como insumo produtivo, o que beneficia localidades que até então não haviam manifestado vocação turística.

Da construção da identidade à atração de novos talentos, as indústrias criativas florescem e contribuem para o desenvolvimento das comunidades locais. Com o incremento da indústria criativa a partir da demanda do turismo, os benefícios tangíveis ganham musculatura, representados por mais e melhores negócios, construção erecuperação do patrimônio e formação e aumento do capital humano.

Minas Gerais tem no turismo criativo uma oportunidade de revelar novas habilidades. A diversidade de quadros econômicos e culturais no estado sinalizam para a necessidade de articular e dar sentido a propostas diversas e, muitas vezes, fragmentadas. Este é o objetivo central do Minas Criativa: promover conexões entre os elos produtivo, institucional, empresarial, acadêmico e social dessa importante cadeia criativa.

Favorecer a convergência de ações, respeitada a multiplicidade de interesses; fortalecer a identidade mineira, para uma Minas que é plural; fomentar a autoestima e o senso de pertencimento dos mineiros – de berço ou por escolha – são ações que demandam capacidade de mobilização e coesão. O desafio é grande, mas a experiência internacional demonstra que quanto maior o desafio, mais criativo e atrativo o destino turístico se torna.

Aécio Neves diz que Governo do PT sofre de imobilismo e que máquina pública passa por ‘violento aparelhamento’

Aécio Neves diz que governo permanece paralisado por denuncias e cobra rigor nas investigações

Fonte: Assessoria de Imprensa do senador Aécio Neves

“Estamos terminando o nono ano de um mesmo governo.  Falta coragem política para enfrentar as grandes reformas”, diz senador

O senador Aécio Neves reiterou, neste sábado (20/08), as críticas de imobilismo feitas ao governo federal.  Em entrevista, o senador afirmou que o governo chega ao final do ano sem realizar as reformas que o país aguardava e sem tomar medidas efetivas de controle sobre a estrutura administrativa dos órgãos e ministérios.

Aécio Neves disse que a faxina prometida pelo governo ainda não ocorreu e atribuiu os desvios e irregularidades denunciados pela imprensa  ao atual aparelhamento do Estado, somado à ausência de controles internos.

“Nenhum dos instrumentos que o governo dispõe, através da Controladoria-Geral da União, das auditorias prévias, tem servido para que a chamada faxina ocorra. Na verdade, o governo reage às notícias de jornal, o que não dá a certeza de que há sinceridade efetiva para se mudar o modus operandi do governo. Tudo isso é conseqüência do violento aparelhamento da máquina pública, jamais visto na história do Brasil”, afirmou o senador.

E  acrescentou:  “O que lamento é que, em oito meses, não apenas a queda dos ministros parece o principal, mas a incapacidade do governo de agir. Onde estão as grandes reformas? O governo hoje se satisfaz em dizer que está afastando A ou B, como se isso fosse programa de governo. Não é. O Brasil precisa de muito mais”, disse Aécio, para quem falta coragem política ao governo: “Estamos terminando o nono ano de um mesmo governo, com as mesmas figuras. Falta coragem política para enfrentar as grandes reformas”.

CPI 

O senador  voltou a defender a investigação rigorosa das denúncias feitas pela imprensa nos Ministérios da Agricultura, Turismo, Casa Civil e Transportes,  e que levaram à substituição de quatro ministros este ano.

Segundo Aécio Neves, a criação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) no Congresso dependerá  do posicionamento da base do governo. Ele destacou que o comportamento da bancada federal do PSDB, hoje na oposição, não repete o do PT no passado.

“Aqueles que querem efetivamente a investigação irão assinar a CPI. E nós, do PSDB, diferente do PT no passado, teremos a responsabilidade de fazer uma investigação correta, responsável. Portanto, não há o que temer. Aqueles que querem efetivamente as investigações, e virar essa página triste da história do Brasil, não devem temer a CPI”, disse.

O senador participou nesta manhã, em Belo Horizonte,  do ato de criação do PSDB Sindical de Minas Gerais, um órgão de atuação partidária integrado por filiados das centrais sindicais Força Sindical, Nova Central Sindical e UGT.

“Estamos recebendo sindicalistas da maior expressão, que vêm formalmente se somar conosco no PSDB, dando a demonstração que o PSDB tem um projeto de País, um projeto que passa pela questão social, pelos interesses do trabalhador”, afirmou.

Setur discute atividade turística no Estado com membros da ALMG

– O secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Agostinho Patrus Filho, recebeu, nesta quarta-feira (23), em Belo Horizonte, o presidente da Comissão de Turismo, Indústria, Comércio e Cooperativismo da Assembléia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), Tenente Lúcio, e o membro efetivo da comissão, Ulysses Gomes. Durante audiência, o secretário apresentou projetos e programas prioritários para a Secretaria de Estado de Turismo (Setur), como ICMS Turístico, infraestrutura turística, Copa de 2014 e Destinos Indutores.

Para o secretário, o foco é trabalhar em conjunto com a ALMG na busca de soluções para o segmento turístico mineiro. “O governador Antonio Anastasia tem sempre ressaltado a importância da Assembleia Legislativa para discutir temas e buscar soluções. Queremos fazer a gestão ouvindo os deputados, as comissões que representam a população de Minas Gerais”, afirmou.

O presidente da Comissão, Tenente Lúcio, solicitou ao secretário a realização de um grande seminário na ALMG para tratar de assuntos que permeiam a atividade turística em Minas Gerais. “Pretendemos desenvolver um trabalho em parceria, principalmente com vistas à Copa de 2014. Não podemos deixar de solicitar, também, atenção aos municípios que têm potencial para se tornar sub-sede do mundial”, frisou.

Copa 2014

Minas Gerais terá a oportunidade de realizar um trabalho que ficará como legado para os mineiros, principalmente após a realização do mundial. Agostinho Patrus Filho explicou à Comissão a importância do Estudo de Competitividade, realizado há três anos, nos 22 Destinos Indutores mineiros. “Este estudo serve de base para prepararmos e traçarmos nossas políticas com vistas ao fortalecimento dos municípios”, reforçou.

O secretário considera que Belo Horizonte é a cidade sede mais bem preparada para receber a competição. “Temos o melhor projeto, estamos cumprindo todos os prazos e a reforma do Mineirão é referência internacional”. Agostinho Patrus também ressaltou que a escolha das sub-sedes depende do chefes das delegações internacionais que estarão no país durante os jogos. “Os municípios que investirem e se prepararem para a recepção dessas seleções terão mais chances de se tornarem base camps”, ponderou.

Infraestrutura

Outra preocupação importante destacada durante a audiência é com relação às necessidades de infraestrutura que atenda ao crescimento do fluxo de passageiros, principalmente por via aérea. Agostinho Patrus Filho destacou que o volume de passageiros que se deslocou por via aérea em 2010, em uma distância superior a 800km, pela primeira vez no Brasil se equiparou ao número de turistas que viajaram por via terrestre.

“Atualmente o país aponta crescimento de 24% do fluxo de passageiros nos aeroportos. Em Minas Gerais, os aeroportos da Pampulha e o Aeroporto Internacional Tancredo Neves registraram crescimento de 27% neste movimento. O brasileiro está migrando do ônibus para o avião. É essencial o crescimento aeroportuário para atendermos à demanda já existente”, finalizou.

 

Bonecos e blocos caricatos lançam Carnaval das Cidades Históricas

A modernidade dos prédios da Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves foi colorida nesta terça-feira (15) pelos bonecos gigantes do bloco caricato Bonecos Zé Pereira da Chácara, de Mariana; da banda de marchinha, das Rainhas do Carnaval e do Rei Momo, de São João del-Rei; da banda Sabará Folia, de Sabará e do Bloco Infantil Caricato Rato Seco, de Diamantina.

A demonstração de como será a folia mineira aconteceu durante o lançamento do projeto Carnaval das Cidades Históricas 2011, feito pelo secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, e pela secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras. O evento contou com a presença dos prefeitos de Diamantina, Mariana, Sabará, e Tiradentes, e dos secretários de Turismo de Ouro Preto e São João del-Rei.

Durante o evento, o secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, disse que a parceria entre o Governo de Minas e as prefeituras das cidades históricas valoriza as tradições carnavalescas ao incentivar as marcinhas de carnaval e os blocos caricatos. A intenção é que o Carnaval das Cidades Históricas seja uma fonte de receita para os municípios e, principalmente, fonte de renda para os trabalhadores de cada uma das cidades. “Grandes eventos como este, fomentam o comércio, movimentam a rede hoteleira, os restaurantes, os bares e estimula o setor de prestação de serviços. Queremos atrair para o nosso Estado um público qualificado, que seja capaz de deixar em nossas cidades um alto ticket de consumo“, afirmou.

Ainda de acordo com o secretário, as perspectivas são otimistas para o Carnaval das Cidades Históricas em 2011. “Os municípios esperam reunir mais de 400 mil foliões e aumentar a taxa de ocupação hoteleira, que registrou taxas de 90% nos anos anteriores”, completou.

Para a secretária de Estado de Cultura, Eliane Parreiras, a atuação conjunta das Secretarias de Estado de Cultura e de Turismo no resgate do carnaval tradicional de Minas envolve os poderes públicos estadual e municipal, com participação efetiva de toda a sociedade. “Com este projeto, a Secretaria de Cultura apoia as cidades históricas, contribuindo para a educação patrimonial, ao qualificar o uso desses espaços em momentos de festa”, concluiu.

Profissionalização

A iniciativa surgiu no Carnaval de 2009 quando os municípios de Diamantina, Mariana, Ouro Preto, Sabará, Tiradentes, e São João del-Rei se uniram para um movimento que promove o resgate de uma festa tradicional e autêntica. Com uma programação de eventos gratuitos, o projeto destaca-se como opção para foliões de todo o país, que poderão aproveitar os dias de folia no privilegiado cenário do patrimônio histórico e cultural mineiro.

Idealizador do projeto e secretário Municipal de Turismo de São João del-Rei, Ralph Justino, explica que o intuito é organizar e profissionalizar todos os setores envolvidos na recepção do turista. “Queremos promover uma festa organizada, democrática, segura e com estrutura compatível com a riqueza que nossas cidades históricas oferecem aos turistas”, declarou.

Diamantina dia e noite

O Carnaval de Diamantina, tradicionalmente realizado nas ruas e becos do Centro Histórico oferece aos foliões atrações durante todo o dia e noite. A animação começa já pela manhã com os desfiles dos blocos caricatos. Destaque para os blocos Sapo Seco, Rato Seco e As Domésticas Aposentadas.  A grande concentração de foliões ocorre a partir do final da tarde e vai até o dia clarear na Praça do Mercado Velho e becos do Centro Histórico, ao comando da percussão das bandas Bat-Caverna e Bartucada que se apresentam no palco principal. É este ritmo acelerado que os visitantes encontram em Diamantina para comemorar a Festa do Momo.

Marchinhas em Mariana

O município entra no clima da folia no ano de comemoração dos 300 anos de da Vila de Nossa Senhora do Carmo. De acordo com a prefeitura municipal, a cidade se enfeita e prepara um dos maiores carnavais do interior de Minas, com segurança, alegria e diversão para todas as idades. A aposta é nas marchinhas de Carnaval. Os blocos caricatos, alguns com mais de 150 anos, como O Zé Pereira da Chácara terá destaque na festa de Momo.

Ouro Preto em Circuitos

A abertura oficial do Carnaval de Ouro Perto acontece na quinta-feira, véspera de Carnaval, com a entrega das chaves da cidade para o Rei e a Rainha do Carnaval e desfile dos blocos do Zé Pereira dos Lacaios, Gatas e Gatões, Bandalheira Folclórica Ouropretana e Bloco Vermelho i Branco, acompanhados da Banda do Bororó. No decorrer do feriadão, haverá desfile de escolas de samba, shows com bandas locais, baile carnavalesco, apresentação de DJ’s e VJ’s.

Sabará com segurança

Os preparativos para a folia de 2011 já começaram com o pré-carnaval promovido pela Prefeitura Municipal nas tardes de domingo. Um dos destaques da folia durante o feriadão é o Bloco Paraíso dos Moralistas, fundado há mais de 60 anos, que particip do desfile dos blocos nas tardes de domingo e terça-feira de Carnaval. O município preparou as festividades de modo que o visitante proteja seu centro histórico, seu patrimônio cultural e humano, priorizando a segurança para a população e para os turistas.

Pré-Carnaval em São João del-Rei

A cidade aproveita a oportunidade para se promover como destino turístico. Por isto, o município já começa a receber os turistas para o Carnaval no próximo dia 19, quando o bloco Cachaça com Mel Chora Borel se concentra na Praça Frei Orlando, no centro da cidade. Até a terça-feira de Carnaval, serão aproximadamente 40 desfiles de blocos caricatos. Também haverá desfiles das escolas de samba no sábado, domingo e segunda-feira de Carnaval.

Tiradentes da família

A prefeitura municipal preparou um carnaval animado, porém, tranquilo. A folia é acompanhada por tradicionais marchinhas e blocos de rua que desfilam durante os quatro dias da folia de Momo. A festa começa na quinta-feira, véspera de Carnaval, com o desfile do bloco Entre & Vista, com destino ao Lago das Forras. Outros destaques são os blocos caricatos como o das Domésticas, Ver-te-Cana e Ora-pro-nobis. Ao todo, desfilam 15 blocos. Entre um desfile e outro, o turista também poderá contemplar a riqueza histórica do município e os atrativos turísticos de toda a região.

 

Prorrogado prazo para recebimento de documentos para habilitação ao ICMS Turístico

Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur/MG) publicou, nesta quarta-feira (9), no Diário Oficial do Estado – “Minas Gerais”, a Resolução 01, de 8 de fevereiro de 2011, que prorroga para o dia 15 de abril o prazo do recebimento de documentação comprobatória para os repasses do ICMS Turístico em 2012.

O pedido foi feito pelo secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, visando dar mais condições para que os municípios que ainda não foram contemplados com o repasse tenham tempo hábil para entregar a documentação.

“Queremos dar oportunidade a todos os nossos municípios de aplicarem o benefício diretamente na atividade turística. Dessa forma, em uma iniciativa inédita no Brasil, o Governo de Minas descentraliza recursos e executa a política pública de turismo na ponta. É no município que o turismo acontece e são as cidades as maiores entendedoras de suas reais necessidades”, afirma o secretário.

Os requisitos mínimos para habilitação do município são: participar de um circuito turístico reconhecido pela Setur/MG, nos termos do Programa de Regionalização do Turismo; ter elaborada e em implementação uma política municipal de turismo; e possuir Conselho Municipal de Turismo (Comtur) e Fundo Municipal de Turismo (Fumtur) constituídos e em funcionamento.

Os documentos entregues até o dia 15 de abril serão analisados pela comissão técnica da Setur e a primeira divulgação dos municípios habilitados ao benefício acontecerá até o dia 15 de julho de 2011.

 

Governo Anastasia vai ampliar divulgação de Minas na América do Norte

 

secretário de Estado de Turismo, Agostinho Patrus Filho, anunciou, na tarde desta terça-feira (7), em reunião com executivos da companhia aérea American Airlines, que o Governo de Minas irá ampliar as ações de promoção e apoio à comercialização do destino Minas Gerais na América do Norte, já com vistas à Copa do Mundo de 2014.

Até o ano passado, as ações da Secretaria de Estado de Turismo (Setur) em solo norte-americano estavam centralizadas em Miami, Nova Iorque, Boston e Washington, na costa Leste dos Estados Unidos. A partir deste ano, também serão trabalhadas as cidades de Atlanta, Los Angeles, Detroit, Filadélfia, Chicago, Dallas, São Francisco, Nova Jersey e Vancouver, no Canadá.

Durante o encontro, Agostinho Patrus Filho ressaltou que a iniciativa é fundamental para aumentar o fluxo de turistas norte-americanos que visitam Minas Gerais. Ele também destacou que o investimento para este mercado, em 2011, é de R$ 500 mil. “Nesta etapa teremos três focos de atuação, vamos consolidar a inserção do produto turístico mineiro nos catálogos dos principais operadores de turismo, capacitar agentes de viagens e ampliar a promoção direta para o público consumidor final”, destacou.

De acordo com a gerente de vendas da American Airlines, Frances Pina, Minas Gerais é um mercado estratégico para a companhia aérea. “Já estamos trabalhando com um aproveitamento muito bom de nossa operação, que, em alguns meses, chega a 90%. O incentivo à comercialização e a promoção nos Estados Unidos que o Governo de Minas vem realizando nos últimos anos são muito interessantes e estão em consonância com as nossas estratégias”, ressaltou.

Presença mineira

Desde o lançamento do voo direto que liga Minas Gerais a Miami, em 2008, pela American Airlines, a presença mineira no cenário turístico dos Estados Unidos tem sido constante. Durante todo o ano de 2010, o Estado foi o Destino do Ano da Brazil Tour Operators Association (BTOA), sendo prioritário na comercialização da Associação de Operadores Norte-Americanos especializados em comercializar o destino Brasil.

Para 2011, estão previstas, em parceria com a Embratur, participações em roadshows, capacitações internacionais para operadores de viagens que comercializam Minas Gerais, feiras e congressos do segmento turístico, blitz internacionais, fam tours e presstrips (viagens de familiarização para operadores e jornalistas para  conhecimento do destino Minas Gerais). Também serão contempladas ações com foco no público final, por meio de anúncios em sites especializados em turismo.

Mercado Norte-Americano

Dados da Embratur apontam que os Estados Unidos são o segundo país emissor de turistas para o Brasil, ficando atrás apenas da Argentina. Em 2009, cerca de 600 mil norte-americanos visitaram o país para negócios, visita a amigos e parentes e lazer, dentre outros motivos.

Já a Polícia Federal aponta que os Estados Unidos são o primeiro país emissor de turistas internacionais para Minas Gerais. Em 2009, os norte-americanos representaram cerca de 50% do fluxo de estrangeiros no Estado.

Voos diretos BH / Miami

Além da American Airlines, que opera o voo direto BH / Miami quatro vezes na semana, a TAM Linhas Aéreas também opera a rota, que teve início em dezembro passado, com três voos semanais.

 

Programa Turismo Solidário: experiências gastronômicas de comunidades do Vale do Jequitinhonha são contadas em verso e prosa

As experiências gastronômicas de comunidades do Vale do Jequitinhonha foram contadas em verso e prosa pelo projeto Ambiente Gastronômico no Vale, uma iniciativa do Sebrae/MG, em parceria com o Programa Turismo Solidário, do sistema Sedvan/Idene.

Moradores das comunidades de Mendanha, distrito de Diamantina; Bonfim e Alecrim, distritos de São Gonçalo do Rio Preto; e Capivari, distrito do Serro, todos contemplados pelo Turismo Solidário, foram convidados pelo Sebrae/MG para participar do projeto, que tem o intuito de trocar receitas da culinária local e compartilhar os saberes e fazeres da região. O resultado dessa iniciativa foi reunido em quatro livros que foram lançados, no mês de dezembro, em cada uma das localidades.

A coordenadora do projeto, Maria Sônia Madureira Pinho, conta que a pesquisa, que teve início em agosto de 2008 e durou cinco meses, se deu de forma coletiva e organizada. Em cada um dos quatro distritos, o grupo gestor do Programa Turismo Solidário reuniu cerca de 20 pessoas, que passaram a relatar e registrar em cadernos as experiências gastronômicas da sua região norteadas por cinco eixos: Receitas Salgadas, Receitas Doces, Ambiente Gastronômico, Hábitos e Costumes e Manifestações Culturais.

“Esse foi um emocionante processo de resgate da memória gustativa, olfativa e, principalmente, afetiva dos lugares e das pessoas que nos acolheram e com quem convivemos estreitamente. Pura história de Minas Gerais transformada em quitandas, salgados, doces, garrafadas e infusões. Receitas de vida e de fé”, define Maria Sônia.

Cultura de gerações

Segundo Maria Sônia, o relacionamento entre as mulheres pesquisadas determinou a estratégia do trabalho. “A culinária mineira é marcada pela oralidade, com receitas transmitidas por gerações. E o caderno de receitas é percebido como um verdadeiro patrimônio familiar, sinônimo de vivências compartilhadas”, explica.

Com base nessa constatação, foi incorporado às pesquisas o conceito do caderno de receitas, que se tornou o elo entre as mulheres e as suas comunidades, entre pesquisador e pesquisados. A partir daí, a principal missão foi expandir o olhar das envolvidas de dentro de casa para fora dela, do familiar para o social.

Com essa visão inovadora, as mulheres tornaram-se as protagonistas do resgate da sua cultura, de suas tradições e dos seus rituais, escrevendo a própria história por meio das receitas de suas famílias e do seu território. “Na riqueza do convívio, em conversas e trocas, revelaram-se os hábitos do cultivar, do colher e das diferentes maneiras de criar e recriar o alimento. As experiências do campo trouxeram respostas inusitadas”, diz Maria Sônia.

Pode-se perceber que cada município tem uma forma particular de lidar com as receitas e ingredientes. Na observação dos usos e costumes, a revelação da expressiva mobilidade das ervas e “matos”. A horta que se apresenta como elementar no cotidiano, possui funções diferenciadas que se interconectam, dependendo da missão: podem servir para benzer ou para temperar.

Lançamento

O lançamento dos livros reuniu as mulheres, suas comunidades e suas manifestações culturais. Em Alecrim e Bonfim, foi feita uma reza e todos dançaram o forró. Em Mendanha, o lançamento das obras teve a participação das crianças da comunidade e muita poesia. Em Capivari, uma peça de teatro homenageou quatro gerações, com a participação de crianças de dois anos e mulheres de 80, cujo enredo narrava o conteúdo dos livros.

Para a coordenadora do projeto Ambiente Gastronômico, Maria Sônia, o que deve ser ressaltado é o fato de que os tradicionais cadernos de receitas se transformaram em livros, escritos a muitas mãos, com a generosidade e a sabedoria de muitas gerações, que agora podem disseminar o conhecimento.

Os livros serão distribuídos para os representantes locais do setor de turismo, escolas, institutos culturais e universidades da região e entorno.